Geral

Changes

O post de hoje veio acompanhado de trilha sonora. hehehe Basta dar play, e me acompanhar.



Por mais que costumemos acompanhar a transitoriedade do mundo moderno, às vezes, sentimos como se estivéssemos no mesmo lugar.

Você passa o dia lutando, jogando limpo, fazendo acontecer. Dia após dia, e no fim do mês: falta.

Você se entrega por àqueles que você acredita merecer, faz o que pode e o que não pode. E na hora que mais precisa: não tem.
Você encontra uma pessoa, olha e acredita estar diante de um espelho. Depois, percebe que este espelho ou está embaçado ou sujo – porque… não pode ser você.

Existe remédio para quase tudo nesta vida, mas ao longo dela, o assopro da mamãe, na ferida, não cura mais. O tempo, que dizia-se curar tudo, parece andar pra trás e deixa tudo cada vez mais inadiável. 


Piscar os olhos, enxugar as lágrimas ou ir dormir: não adiantam mais. No dia seguinte o problema estará lá, seja qual ele for, esperando por você. E não existe outra pessoa que pode vencê-lo. 
How am i gonna be an optimist about this?” ♪ 


Fazendo cada dia mais especial. Seguindo clichês. Amando. Lutando. E sempre que fechar os olhos e achar que nada mudou: RECOMECE.


Clichês: “Não deixe para amanhã o que pode fazer hoje” e “Seja a mudança que deseja ver”. 

Se você quer conhecer outras músicas da banda indie rock Bastille, se inscreva no canal deles no youtube, aqui. 

E você, já sabe qual sua próxima mudança? Conta aqui.

Beijos.
Anúncios

4 comentários em “Changes

  1. Tenho ás vezes a mesma impressão, meus dias são corridos demais e assim que acordo ligo o cronômetro pro fim do dia! Chego em casa tão cansada e desejando tanto a minha cama… Chega a segunda e a primeira coisa que penso é: Calma, faltam 5 dias pro fim de semana! E tudo isso porque inevitavelmente, estamos indo com a maré, por mais que nosso coração deseje o contrário! Estamos passando a maior parte do nosso dia, construindo, falando, resolvendo problemas, e quase nada com quem amamos, com qualidade, com tempo, sem pressa… detesto essa vida moderna! Quero fugir dela, e quanto mais eu quero isso, menos eu vejo ser possível. Mas sim, a mudança vem de nós, das nossas escolhas, de como encaramos a vida, e eu decidi passar meus dias anestesiada, exceto quando estou com a minha família! Um beijo e adorei o texto! 😉

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s