C&C · Geral

O que você não enxerga

mude-abra-sua-mente

“… se antes de cada ato nosso nos puséssemos a prever todas as consequências dele, a pensar nelas a sério, primeiro as imediatas, depois as prováveis, depois as possíveis, depois as imagináveis, não chegaríamos sequer a mover-nos de onde o primeiro pensamento nos tivesse feito parar. Os bons e os maus resultados dos nossos ditos e obras vão-se distribuindo, supõe-se que de uma forma bastante uniforme e equilibrada, por todos os dias do futuro, incluindo aqueles, infindáveis, em que já cá não estaremos para poder comprová-lo, para congratular-nos ou pedir perdão, aliás, há quem diga que isso é que é a imortalidade de que tanto se fala” (EC: 84).

Não poderia começar esse texto, sem a citação do livro “Ensaio sobre a cegueira” de José Saramago. 

Quantas vezes, você parou diante de uma ação, e se colocou para pensar aonde aquilo te levaria, o que iria ganhar, qual o bem que faria, e o mal? E quais as consequências?

Quando você falta no trabalho ou na escola, tomamos como motivo a preguiça, quantas pessoas ficarão lá, dependentes de você? O que você vai deixar de aprender e ensinar? Quando você terá a chance de ter aquele momento de volta? No máximo, e no mínimo: nunca mais.

Todas as vezes que você saiu da sua casa bravo, deixou alguém com últimas palavras bruscas. Quanto você o machucou? Quão profunda foram as feridas? E até quando terá tempo suficiente para curá-las?

De repente a sua vida tomou um rumo errado, e você só está seguindo o curso, e não se deu conta, que as pás do seu barco, estão em suas mãos. Até quando você viverá sem movê-las?

Amar o próximo, como a si mesmo.

E se você não sabe se amar, como vai conseguir amar o outro?

Desde mais nova eu ouvia dizer que não teríamos água, para os nossos netos, hoje, em São Paulo, (a cidade que nunca para) tem a represa responsável pela maior parte do abastecimento de água com 8% da capacidade. Você já parou para pensar o que isso significa?
Quais foram seus atos que contribuíram para isso? Bons… Ruins… Eu sei que não somos capacitados o suficiente para criarmos água, mas devemos ser humanos o bastante para saber usá-la.

O que começarmos a fazer de diferente hoje, não vai mudar as consequências dos atos feitos ontem, mas não caminharemos para lugar algum se não mudarmos agora.

Anúncios

4 comentários em “O que você não enxerga

  1. A maneira como você escreve é muito interessante e envolvente. Ler suas palavras é algo bastante prazeroso e proveitoso, porque nos faz parar e pensar um pouquinho.Continue assim! Beijo e sucesso!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s